Cama e comida

Só consigo pensar em duas coisas, cama e comida, não quero sombra nem água fresca. Saio de casa três vezes por dia. As três pra comer. Quando volto, contaminada pela humanidade, penso em fazer algo, qualquer coisa, poderia fazer tantas coisas. Tenho muitos livros novos, posso desenhar, posso começar o jardim, lavar o banheiro, ver […]

Leia mais Cama e comida

Coração baldio

Não quero mais o amor. Quero uma paixão em cada porto. Quero ilusões, sonhos e toda espécie de delírio consciente. Quero não ter mais dúvidas da finitude das sensações nem da eternidade das experiências. Quero obter e nunca mais ter… nem a mim nem a mais ninguém. Quero ser a mão que prepara o café […]

Leia mais Coração baldio

Não existe alegria sem dor

Ele diz que o abandonei. Sim, verdade… Fui embora no fim do verão… Mas levei comigo o amor. Nunca deixei de amá-lo, nem quando me apaixonei deixei de amá-lo. Sei que é difícil de entender, eu também não entendo. Somos feitos de tantos mistérios que seria muito ganancioso de minha parte, mesmo com toda filosofia […]

Leia mais Não existe alegria sem dor

Armadilha

Tem pessoas que não são gente, são armadilhas. Daquelas que a vida arma bem no meio do teu caminho pra te desviar do rumo. E acredite, isso é glorioso! São essas armadilhas que te escancaram oportunidades pra realizações que você jamais chegaria se algo não te tirasse daquela velha e segura estrada do seu mundinho […]

Leia mais Armadilha

Sepultamento

Quando um amor termina é uma viuvez como a da morte. Deveríamos ter o direito aos cinco dias em casa para cuidar do sepultamento e quando necessário, uma verba extra pra deslocamento… não precisa muito, qualquer três dias longe da casa, do quarto, da cama… já seria um alívio. É sobre-humano ter que bater ponto […]

Leia mais Sepultamento

Como não amar um “eu te amo”?

Amor… Como não amar um “eu te amo”? Como não se deixar preencher por esta que é a declaração mais sublime e mais fecunda que marcou a existência de nossas andanças por esta terra? Amar! Como disse minha linda: eu simplesmente amo! Sem motivos, sem porquês, sem frescura… Amo-te, princesa de Belém, Amo-te por todos […]

Leia mais Como não amar um “eu te amo”?