Quando as palavras escorrem

A infecção me escorre pelos olhos. Sou um corpo liquido, semi-iniciado na arte da desfragmentação física.

Tantas vezes me vi perdendo a conexão com minhas ideias, com meus desejos, com meu suposto eu… mas pela primeira vez sinto essa decomposição assim, do lado de fora, tão visível… tão insistente.

Meu corpo pede adeus, meu espirito não dorme e a mente que não para de triturar lembranças, de apagar momentos, de vomitar essas palabras rancorosas que nem sabia que existiam…

Perdoe minha falta de elegância, nunca pude ser fiel à boa educação que me foi dada.

Ainda sim, busco palavras adornadas e cálidas pra você, mas apenas encontro essas, frias e insípidas.

Perdoe meu vocabulario reduzido, creio que as palavras também escorrem pelos poros quando o corpo começa a esvaziar.

2 comentários em “Quando as palavras escorrem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s