Quantos copos de lágrima vale um amor?

Sete dias de despedida para dois copos de lágrimas. A cada dia sinto que o amor dói menos e as despedidas são menos violentas.

Definhei por três dias na febre dos indolentes e tenho duvidas se apenas fiz parte das estatísticas da virose do ano, ou se é o fim dos romances que ainda me afetam o corpo.

Inerte entre a penúria e a solidão contabilizo o liquido perdido, foram só dois copos de lágrimas derramados mas a falta ainda me inunda… a noite, só a noite, quando deito ouvindo blues no meu quarto vermelho e não sinto suas mãos me alisando, sua voz cantando pra mim… teu sorriso de piedade por minha loucura inata… e todo aquele teu discurso sobre a ética, a moral e essas coisas inúteis que tanto me cansavam, a noite sinto falta. 

Talvez ainda me faça bem chorar mais um copo. Ou quem sabe amanhã encontre um russo pervertido na biblioteca, que entre na minha vida pra derrubar tudo, pra me ensinar a beber minhas lágrimas e viver só de corpo… sem alma, sem amor, sem dor, sem nada… só um copo, vazio… e um corpo sobre a cama. Talvez tenha essa sorte amanhã. Hoje acho que ainda conto mais um copo.

Um comentário em “Quantos copos de lágrima vale um amor?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s