E os quinze minutos de fama?

Às vezes me parece que todos a minha volta já tiveram seus 15 minutos de fama, menos eu. Ainda não me senti importante. Ainda não vi admiração por mim em ninguém. Tudo que fiz foi razoável. Relativamente bem sucedido. Fui uma assistente de produção competente, como produtora trabalhei nas maiores agências, fiz um filho perfeito, meus amigos são cool, sou estilosa, me convidam pra todas as festas, meus trabalhos na Europa foram bem bacanas, mas os quinze minutos de fama mesmo, esses não vivi. E nem sei se isso é importante, mas pensei neles quando ele disse que num piscar de olhos eu tinha me transformado num monstro. Imagine! Eu, um monstro… 

Se sendo princesa a vida toda não tive meus 15 minutos de fama, como seria agora que sou um monstro!? Teria que me dedicar aos filmes trash ou talvez me tornar uma serial killer… Sim! Talvez seja uma saída! Foram poucas as mulheres que se dedicaram a assassinar pessoas com método e disciplina. E pensando bem, tenho até certa experiência, já matei muito em meus contos, já torturei, minhas historias adoram o sangue, o sofrimento a dor… verdadeiramente a morte sempre me fascinou. Nossa… quanta bobagem…

É… talvez ele esteja certo e eu seja realmente um monstro em pele de cordeiro, talvez a destruição seja meu grande dom oculto e eu mereça essa vida sem glamour que levo, onde os meus 15 minutos de êxtase serão eternamente aqueles de calcinha na varanda, às três da manhã, fumando o último cigarro antes de cair no sonho dos ébrios. Amém 🙏

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s