Não tem nada a ver com você

Tudo que tenho serve para ocultar minha perversão. Meus óculos, meus scarpins, minhas unhas cor de rosa… meus livros, meus desenhos coloridos, meu abajour de gatinho… é tudo pra distrair e criar uma aura angelical… as orquídeas brancas, o cinzeiro de cristal, o martini seco… nada a minha volta é real… tudo em mim é disfarce… as velas, as rosas, a fragilidade… tudo montado pra te fazer acreditar que preciso de colo, de carinho de proteção… os poemas de Drummond, a enxaqueca, a água com limão… tudo pra você entrar e acreditar que preciso que fique… o tapete creme, a luz azul, o incenso de jasmim…

E você acredita…

É mais um… apenas mais um que vai descobrir tarde demais que sou uma emboscada, que só quero mais um coração pra me distrair e poder seguir sem assistir as notícias, sem saber da política… tarde demais vai descobrir que leio Sade e bebo vodka, fumo e escuto blues, jogo poker e durmo nua… vai descobrir que só acendo luz vermelha e odeio petit gateau… mas será tarde, já terei arrancado um pedaço, aquele que não se regenera e que me alimenta a alma. Sorry… é mais forte que eu.. não tem nada a ver com você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s