Apenas uma vírgula

Entendo que você me odeie. Sinto o mesmo. Não sei porque Deus ainda nos mantém aqui… Porque?

Porque envolver Deus, se nem sabemos se ele existe? E se existe, porque se preocuparia com amores em decomposição?

Ele já te deu a paixão, a luxuria, as gargalhadas… e agora você não quer a dor?

Meu amor, o que é a dor se comparada ao prazer que mergulhastes nesse amor? O que é sofrer pra quem gozou tanto?

Agradece e segue… aproveite o dia, faz sol, é feriado, corra com sua pá, encha essa cova de terra, liberte-se, renasça, a vida começa todos os dias e amanhã será um enorme sábado de sol, que pode ser vivido ou derramado. Aceite, fui apenas uma vírgula.

2 comentários em “Apenas uma vírgula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s