Não existe amanhã pra quem tem fome

Quando o homem inventou a roda nos condenou a eterna escravidão… nos conduziu ao mundo dos pecados.

Tentaram incriminar a Eva.

Eva tinha fome.

Eva tinha dentes.

Eva tinha a maça…

E como falar em futuro, em pecado, em paraíso com quem está faminto?

Não existe amanhã pra quem tem sede, não existe futuro pra quem tem fome.

Não existe pecado pra urgência, como nunca vai existir consolo pro amor que urge.

Todos os caminhos que levam ao amor estão certos, o erro está na demora, na dúvida, no medo de desatar a corda que te prende aos caminhos que ficam para trás… ou que deveriam ficar…

Uma corda, uma maça, a roda… enquanto o mundo gira e nos separa busco um fio fino pra tirar os restos de maça entre os dentes.

E justiça seja feita, a roda do homem fez muito mais estrago que a maça de Eva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s